Instituto Escolhas apresenta proposta regulatória para avaliação de impacto socioambiental em investimentos financeiros

Como parte de uma proposta de marco regulatório para as instituições financeiras, o Instituto Escolhas apresenta hoje (24) um projeto de matriz de risco socioambientais para o setor elétrico. A ideia é introduzir parâmetros de análise a serem considerados na atividade de financiamento, para incentivar um alinhamento na busca por uma economia de baixo carbono. A proposta passou por consulta pública e deve ser entregue ao Banco Central hoje.

De acordo com a gerente de Projetos do Instituto Escolhas, Larissa Rodrigues, o Brasil precisa adotar critérios mais rígidos de avaliação de financiamentos. O Instituto entende que o Banco Central ainda não conseguiu criar um regulamento eficaz que obrigue bancos e instituições financeiras a adotarem critérios de impacto ambiental na seleção dos financiamentos. Ainda segundo a organização, o projeto pode ser um instrumento relevante para que essas instituições tenham um papel mais ativo no combate às mudanças climáticas e na proteção do meio ambiente para além dos critérios ESG (de sustentabilidade ambiental, social e de governança).

Para mais informações acesse: Epbr

Imagem: Pixabay

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.